... ...
como montar uma carteira de ações adequada como montar uma carteira de ações adequada

Como montar uma carteira de ações com estratégia e otimizar os resultados

7 minutos para ler

Você sabe o que significa ter uma carteira de ações? E como montar? Fique tranquilo porque iremos explicar como aumentar sua possibilidade de ganhos através da criação e diversificação da sua carteira. 

Se você quer investir em ações em 2021 de forma mais equilibrada, então ter uma carteira de ações é uma ótima escolha. Confira, abaixo!

O que é uma carteira de ações?

Em primeiro lugar, vamos explicar o que é uma carteira de ações para você começar a entender melhor sobre esse tipo de investimento. 

Uma carteira de ações é um conjunto de ações que o investidor escolheu para montar sua pasta de investimentos. 

A composição desse portfólio de ações varia de acordo com o perfil do investidor, além das ações mais interessantes do momento. 

Dessa forma, para montar uma carteira bem diversificada e que traz bons retornos é preciso criar algumas estratégias. Saiba mais adiante!

Como funciona uma carteira de ações?

Uma carteira de ações se baseia em objetivos do investidor para selecionar as melhores oportunidades do mercado. Aqui vamos exemplificar como ela pode funcionar de duas maneiras: estratégia de dividendos e estratégia de valor. Entenda mais sobre essas estratégias: 

  • Estratégia de dividendos: comprar ações de empresas com geração de caixa e que tem histórico de boa distribuição de proventos para os seus acionistas. 
  • Estratégia de valor: comprar ações que podem ser valorizadas no futuro, essa estratégia tem como foco lucrar no longo prazo. 

Quantas empresas devo ter em uma carteira de ações?

Muitos investidores têm dúvidas sobre a quantidade ideal de ativos dentro da sua carteira. Se é importante diversificar a carteira para ter ganhos mais atrativos, então quantas empresas devo ter na minha carteira?

Mas a resposta para essa pergunta depende de muitos aspectos, como o perfil de investidor que pode ser mais moderado, conservador, arrojado ou agressivo. 

Há também uma diferença entre os investidores iniciantes e aqueles que já estão mais tempo no mercado e, portanto, o nível de experiência também impactará o número de ações na carteira. 

Outro ponto a considerar na hora de escolher as ações é a falsa diversificação por achar que investir em empresas diferentes, mas do mesmo setor, não é uma diversificação eficiente, por exemplo.

Isso porque empresas do mesmo setor tendem a se comportar de modo parecido, portanto, pode ser mais vantajoso escolher empresas de setores diferentes.

Também não é recomendado comprar ações por impulso só para diversificar sua carteira, já que é preciso conhecer as empresas e avaliar se vale a pena a compra das suas ações. 

Quantas ações devo ter na minha carteira?

No tópico anterior, você percebeu que não há um número exato de empresas para montar e diversificar sua carteira. Assim como, também não existe um número específico de ações para sua carteira. Então, a melhor saída é tomar decisões com base nos seus objetivos e nas análises de mercado (análise fundamentalista) ou contar com uma carteira de ações recomendada. 

Analise sua carteira de ações

Para montar sua carteira é preciso ter um objetivo e um prazo para criar um caminho e atingi-lo. 

Por exemplo: se o seu objetivo é investir em empresas com potencial de valorização a longo prazo, então é importante fazer estudos e análises para montar uma carteira focada em Value Investing.

Value Investing é uma estratégia para comprar ações desvalorizadas, mas que a longo prazo podem ser valorizadas e aumentar seu valor.

Tipos de carteira de ações 

Existem alguns tipos de carteira de ações que variam de acordo com a estratégia e que podem ser ideais para cada objetivo dos investidores. Conheça quais são: 

Carteira de dividendos

O investidor que tem uma meta em investir a longo prazo pode focar em dividendos, que são parte do lucro de uma empresa dividido entre seus investidores. 

Se o objetivo do investidor for lucrar com esse provento, então o ideal é comprar ações de empresas que são boas pagadoras de dividendos. 

Carteira de Small Caps

Carteiras de Small Caps são compostas por pequenas empresas, mas que são vistas como grandes oportunidades. 

Se o seu objetivo é investir em empresas de porte menor que podem crescer mais em comparação com grandes empresas da Bolsa, além de trazer retornos em médio e longo prazo, então montar uma carteira com small caps é uma boa escolha. 

Carteira de Value Investing

Uma carteira focada em Value Investing busca ações de empresas que estão com preço abaixo do seu valor verdadeiro, ou seja, que estão desvalorizadas, mas que podem aumentar de preço a longo prazo. 

Porém, é importante estudar outros pontos dessas empresas para ter uma carteira de ações mais confiável, como durabilidade do negócio, visão para o futuro e a qualidade da gestão da empresa. 

Carteira por Perfil do Investidor

Esse tipo de carteira é criado a partir do perfil do investidor (conservador, moderado e arrojado) que possui seus próprios objetivos. 

O portfólio pode ser composto por ativos de diversas subcategorias, como multimercados, ETFs, ações e outros. O objetivo é entregar o melhor ganho de acordo com o perfil do investidor

Carteira de Fundos Imobiliários

Todo mês, os principais Fundos de Investimentos Imobiliários são recomendados por especialistas do mercado que estudam os ativos, as movimentações e o cenário econômico. 

Ao investir em FIIs, o investidor se torna cotista e sócio de empreendimentos e monta uma carteira com imóveis físicos ou ativos do setor, como fundos de tijolo, fundos de papel e fundos híbridos.

Como montar uma carteira de ações?

Agora é hora de entender alguns fatores que podem te ajudar a formar sua carteira de investimentos. Veja:

Conheça seu perfil de investidor

O primeiro passo é descobrir o seu perfil de investidor: conservador, moderado, arrojado ou agressivo.

Só assim irá conseguir descobrir em qual tipo de aplicação irá focar para montar sua carteira. 

Defina os seus objetivos e prazos

Qual o principal objetivo para montar sua carteira de ações? Qual o prazo que você deseja esperar pelos retornos dos investimentos?

Responda essas perguntas para definir em qual tipo de investimento sua carteira será focada e o tempo que pretende aguardar pelos ganhos. 

Diversifique seus investimentos 

Faça a diversificação de investimentos na sua carteira, ou seja, não concentre os recursos em um único tipo de investimento.

Sabemos que qualquer investimento está sujeito a algum tipo de risco, do mais seguro ao mais arriscado, então distribuía entre ativos diferentes que não sejam influenciados pelos mesmos fatores.

Dessa forma, você pode diversificar sua carteira com ações de empresas de diferentes setores e diversas categorias de investimentos, como Fundos de Investimento, CDB, Tesouro Direto e outros. 

Consulte carteiras de ações recomendadas por analistas

Procure consultar carteiras de ações recomendadas por analistas do mercado para tomar decisões de investimento baseadas em estudos consolidados.

Esse tipo de carteira recomendada é composta por ativos com grande potencial de valorização no mercado financeiro e que podem trazer bons ganhos aos investidores. 

Gostou desse conteúdo? Então você também vai adorar saber sobre a carteira de ações recomendada

Posts relacionados

Deixe um comentário